quinta-feira, 29 de julho de 2010

Meu mundo.

O meu mundo quem manda sou eu, você entra e só tenta. . .Hoje, não mais.
Tem tantos mundos por ai, e você quer o meu, vire o mundo de outro pelo avesso, não o meu mais, não preciso estar presente para saber o que se passa na minha casa, uma de tantas.
Estava em um paralelo no momento que você passava, longe, a distancia ás vezes não é só física, meus olhos vêem mais, dó que consigo, ás vezes não preciso ver, o peito sente, e alguém do meu mundo me conta, já sabia. Se passou por ele queria que eu soubesse, eu soube. e vou viver, explodir as grades e voar. “Pelos dias de cão, muito obrigado, Pela frase feita, Por esculhambar meu coração Antiquado e careta. . .”

4 comentários:

  1. Perfeita Simetria.
    O Poeta falou, e a mim só cabe apreciar.
    Parabéns.
    Inspirado demais.

    ResponderExcluir
  2. Ossos do amor, Façanha... Engraçado que não acompanho você, mas quando te leio sinto um "fazer de sentido" imensoooo! Beijo.

    ResponderExcluir
  3. por me dar inspiração pra eu ganhar dinheiro.

    ResponderExcluir
  4. Porque textos de uns, te encaixam as vezes. De maneiras diferentes, e nem sempre completas, mas se compartilham.

    ResponderExcluir